sábado, março 27, 2010

O PODER ALÉM DA VIDA

Acredito que vivemos nesse planeta para evoluirmos. Sinto a mudança acontecendo e venho observando os sinais. Creio profundamente que podemos ser melhores, viver com amor, solidariedade, união e paz. Hoje recebi de um querido amigo um link de vídeos do Youtube, chama-se O PODER ALÉM DA VIDA. São lições de uma sabedoria que o homem sempre tentou não usufruir. Espero que de alguma forma, estas lições contidas nos vídeos fale diretamente com o melhor que cada um de nós tem dentro e sí mesmo.

DA FELICIDADE

Quantas vezes a gente,em busca da ventura,
Procede tal e qual o avozinho infeliz:
Em vão,por toda parte,os óculos procura
Tendo-os na ponta do nariz!

Mário Quintana
video

DAS UTOPIAS
Se as coisas são inatingíveis... ora!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!

Mário Quintana



video

O segredo é não correr atrás das borboletas... É cuidar do jardim para que elas venham até você.

Mário Quintana

sexta-feira, março 26, 2010

O BOLSA-FAMÍLIA NA EUROPA

Texto escrito pelo jornalista Juremir Machado em 23 de março de 2010 no Jornal Correio do Povo, em Porto Alegre.

"Dizem que bolsa-família é coisa de país atrasado. Concordo. Todo país europeu desenvolvido e com algum senso de responsabilidade social tem bolsa-família. Sem esse nome, claro. A Alemanha tem. A França tem. Os países escandinavos tem. Até a Inglaterra tem. Os europeus são dinossauros. Na França, o bolsa-família atende pelo nome de “aides sociales” (ajudas sociais). A França é totalmente insensível aos novos tempos. O seguro-desemprego francês pode durar até 36 meses. Depois disso, se a vida continua dura, o sujeito pode ter acesso ao RMI (renda mínima de inserção): 447 euros para uma pessoa só, 671 euros para quem tiver um filho. Quase 2 milhões 500 mil franceses recebem o RMI (nome válido até este ano). A partir dos 59 anos de idade, a pessoa pode receber o RMI sem sequer ter a obrigação de procurar trabalho. Não dá!

As famílias francesas recebem ajuda financeira conforme o número de filhos. O Estado ajuda a alugar apartamento e até a tirar férias. O sistema de saúde é universal e gratuito, inclusive os medicamentos. Que atraso! Um estudante estrangeiro em situação regular na França pode receber ajuda do Estado para ter onde morar. É muita mamata. Lembrete: o governo francês atual é, como eles dizem, de direita. Mas o Estado francês é republicano. A concepção de Estado dos europeus é muito esquisita: uma instituição para ajudar a todos e proteger os interesses da coletividade, devendo estimular a livre-iniciativa e dar condições de vida digna aos mais desfavorecidos. Agricultores recebem subsídios. Empresas ganham incentivos. A universidade é gratuita para todos os aprovados no BAC, o Enem deles. Há vagas para todos. Obviamente não há necessidade de cotas. Que loucura!
Existem instituições privadas de ensino, cujos salários dos professores são, em geral, pagos pelo Estado, pois se trata de um serviço de utilidade pública. Aí os nossos liberais adoram dizer: “E por isso que a França está quebrada”. Tive a impressão de que a crise mundial mostrou os Estados Unidos mais quebrados do que a França. Os mesmos liberais contradizem-se e afirmam: “A França é rica e pode se dar esse luxo...” É rica ou está quebrada? Quase 30% do PIB francês é distribuído em ajudas sociais. O modelo francês enfurece os capitalistas tupiniquins, leitores de revistas como a Veja, cujas páginas pingam ideologia. Visto que dá mau exemplo de proteção social, o Estado francês é chamado de anacrônico, ultrapassado, assistencialista e outros termos do mesmo quilate usados na guerra midiática. Está certo. Moderno é ajudar a turma dos camarotes e mandar a plebe se virar. Acontece que a plebe do Primeiro Mundo não aceita esse tipo de modernidade tão avançada.
É plebe rude. Se precisa, quebra tudo, mas não cede. Os ruralistas de lá são mestres em incendiar prefeituras quando falam em cortar-lhes os subsídios estatais. Nas cidades, a turma adora queimar uns carros para fazer valer seus direitos. Na Europa, pelo jeito, não se melhora o Estado piorando a sociedade. A França tem muito a aprender com o Brasil. Somos arcaicamente modernos. Numa pesquisa recente, a França tem a melhor qualidade de vida da Europa. Nada, claro, que possa nos superar."

Postado por Juremir Machado da Silva - 23/03/2010 11:58

CONSIDERAÇÕES

Estive pensando nos últimos dias o quanto sou grata por receber um bom número de vistas neste blog. Para estas visitas e seguidores devo algumas explicações e ai vão elas. Originalmente eu criei este blog para publicar minhas crônicas e poemas. No meio desse processo, percebi que tenho que ser autentica. No meu ponto de vista, um blog é um espaço onde temos que espelhar o que realmente somos. No meu caso, sou uma escritora em construção e uma jornalista por formação. Além disso, faz parte da minha personalidade um profundo censo crítico e nesta releitura entra a questão política. Fui militante política, peguei o final da ditadura, na minha adolescência comemorei a criação da CUT, Central Única dos Trabalhadores. Me filiei ao PT em 83( para desespero de meus pais). Sempre votei no Lula. Essa é a pessoa que sou. Disse anteriormente que sou crítica e realmente sou. Hoje percebo que o PT não será o responsável por uma mudança de paradigmas necessária para evolução estrutural que nosso país necessita. Isso ocorrerá com uma união de toda a esquerda. Em 2005 e 2006 veio a primeira grande tristeza com o partido que ajudei a fundar, que foi o "Mensalão", até hoje não explicado de forma convincente. Apesar de todas as coisas que falei anteriormente eu não sou socialista, nasci socialista mas hoje me afirmo politicamente como uma anarquista. O governo ideal pra mim será um desgoverno. Um lugar onde as pessoas tenham uma consciência social mais elevada, não porque levarão multas ou repreensões por parte de governantes mas sim porque terão a certeza de estar agindo certo. Agora, isso pode parecer uma utopia mas o mundo esta mudando, pouco a pouco o ser humano evolui mais e melhor. Em síntese, estou dizendo que neste blog sempre haverá poesia, cronicas, contos e muitas críticas a classe política em nosso país. As contradições de nossa sociedade é um prato cheio para qualquer jornalista e pra mim, isso não é diferente. Outra coisa que não posso esquecer de dizer, sou profundamente espiritual. Acredito que a Terra é a grande deusa, um organismo vivo. As minhas crenças são muitas, tenho certeza que tudo sempre esta em movimento e se mudarmos nosso pensamento poderemos mudar o mundo e transformá-lo em um lugar muito melhor para se viver. Essas são as considerações que eu gostaria de fazer.
Tenham um ótimo final de semana.

quarta-feira, março 03, 2010

Polícia afirma que a morte de Eliseu Santos, secretário da saúde de Porto Alegre, foi latrocínio.



Leio agora em dois jornais de Porto Alegre a afirmação da policia civil de que o assassinato ocorrido na ultima sexta-feira, 26 de fevereiro por volta das 21hs do então secretario da saúde Eliseu Santos teve como motivação a tentativa de roubo do carro do secretario.

Eliseu estava com a filha e a Esposa quando foi surpreendido por três homens armados. Santos que andava armado, respondeu aos “assaltantes” e houve uma intensa troca de tiros. Eliseu havia disparado pelo menos nove tiros.

Eliseu Santos era uma figura publica polemica, alguns o viam como bandido e outros como mocinho. A rapidez das investigações também é algo que merece os parabéns a policia civil. Eu, particularmente ficaria muito feliz vendo todos os crimes que acontecem no nosso estado sendo tratados da mesma forma que foi investigado a Morte de Eliseu Santos.

Entretanto há alguns fatos que causam estranheza. Eliseu fazia parte da Assembléia de Deus cuja fé ardorosa, creio que todos conheçam. Também se dizia ameaçado de morte e varias pessoas pensaram numa execução e não assalto comum quando souberam de sua morte. A sua esposa disse em depoimento que o grupo de homens não anunciou assalto, mas mesmo assim, em um lugar publico o médico Eliseu Santos saca sua arma e inicia um tiroteio mesmo estando presente a mulher e a filha. A única resposta possível é que ele tinha realmente medo de morrer. Mesmo sendo um cristão, não acreditava realmente que Deus poderia lhe proteger.



Problemas - Corrupção, desvios de Verbas e Propina







Nos últimos anos, dois grandes problemas apareceram na sua Secretaria. Primeiro, foi feita a denúncia de desvio de verbas da saúde. Eliseu, no primeiro mandato de Fogaça, rompeu com a Fundação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Causou demissão de mais de 700 funcionários. Contratou, sem licitação, uma empresa de Sorocaba, SP, para cuidar da saúde da família em Porto Alegre. O Instituto Sollus, conforme denúncia do Ministério Público Federal teria desviado pelo menos nove milhões de reais entre 2007 e 2009. O caso, hoje, está sob investigação da Polícia Federal. No dia anterior ao seu assassinato, Eliseu Santos, havia feito seu primeiro depoimento no inquérito. Quatro dias após o assassinato em entrevista coletiva, o delegado Ranolfo Vieira Júnior esclareceu que Santos disse informalmente à Polícia Federal (PF), na véspera do crime, que cometeu um homicídio. Segundo a polícia, não há registro do crime.

Eu me pergunto, como se diz, informalmente a policia federal – Há, eu matei uma pessoa. E sai da sala sendo cumprimentado, desejando um bom fim de semana a todos.

Outro problema relatado em matéria na Revista Carta Capital, um segundo problema enfrentado por Eliseu, também na sua pasta e vinculado ao tema da corrupção, ocorreu mais recentemente. Em maio deste ano, empresários de uma firma de Segurança Patrimonial, chamada Reação, encarregada da segurança dos postos de saúde da capital, denunciou que o Coordenador da Assessoria Jurídica da Secretaria da Saúde havia cobrado propina, em nome de Eliseu, para fazer caixa de campanha. Eliseu desautorizou o assessor publicamente, abriu sindicância e rompeu contrato com a empresa. Pouco depois, Eliseu foi à imprensa dizer que havia sido ameaçado de morte por motoqueiros numa sinaleira.

Talvez, apesar da extrema rapidez da policia em dar uma solução ao assassinato, realmente tenha sido um assalto. Mas é de se pensar no medo de morrer que o homem tinha, um médico, pastor, inicia um tiroteio com uma filha pequena e mulher no carro. Sem falar que era um local publico, poderia ter atingido e ate mesmo matado qualquer pessoa. Nessa cumbuca tem muito angu. Acredito que essa historia vai virar lenda com o passar dos tempos... Mistérios da meia-noite ou O mistério da rua Hoffmann.