domingo, novembro 05, 2006

Morte ao Ditador.


Leio agora pela manhã que Visivelmente abalado, Saddam Hussein foi considerado culpado por crimes contra a humanidade neste domingo e condenado à forca, durante sessão de tribunal patrocinada pelos Estados Unidos em que o ex-ditador vinha sendo julgado há um ano. Isso me faz pensar em um livro que lí certa vez - O último caso do detetive Pairot de Agatha Christie. Nesse livro o detetive realiza o que chama de crime perfeito, justo ele que sempre combateu o crime. Ele termina com um homem que não mata diretamente as pessoas mas induz que outras pessoas o façam. Segundo o livro esse seria o assassino magistral. Ele não suja as mãos mas vê os seus crimes sendo realizados. Porque pensei nesse livro, talvez por associar a morte de Saddam com os Estados Unidos. Saddam é um ditador, sem dúvida. Merecia ser morto, não sei? cometeu crime? Foi provado que sim. Mas eu acredito que Saddam era um ditador honesto, se assumia enquanto ditador. De certa maneira sua postura o levará a morte. A Humanidade ficará livre de um ditador, talvez. Quantos mais serão sentenciados por crimes contra a humanidade. O presidente dos Estados Unidos tem levado a morte milhares de jovens americanos numa guerra estúpida e cruel. O primeiro ministro Tony Blair enquanto permanece confortavelmente sentado em sua poltrona, também milhares de jovens britânicos estão combatendo e morrendo. Duas grande potências. Dois senhores respeitáveis. Eu me pergunto se esses senhores conseguem ter um sonho tranqüilo. Influenciam o mundo da forma como eles querem, tentam acabar com culturas milenares, lançam o sonho americano e europeu para países emergentes. Tiram o que podem dessas nações. Os crimes que cometem também são contra a humanidade mas é ai? Assim como o detetive Pairot classifica - O presidente dos estados Unidos e o Primeiro ministro Tony Blair não matam mas mandam matar. São responsáveis por milhares de mortes. Um ditador assumido já esta partindo desse mundo, restam porém outros ditadores. Ditadores civilizados, educados mas nem por isso menos ditadores e assassinos do que Suddam Hussein.

2 comentários:

Marco Aurélio disse...

Fátima

Faltam agora o Pinochet , Bush pai e filho e mais uns poucos facínoras ainda vivos!
Gosta de desafios?

Um abraço

Marco Aurélio

Marinera de parajes soñados disse...

Tudos os dictadores merecen a morte. Sím que posso comprender o teu idioma, máis non posso falarlo bem. Tamén escoitei che a igreja Universal do Reino de Deus conseguiu adquir uma rede de televisão no Brasil, e che moita gente a segue. As sectas sempre tentan destruir as persoas e manipula-las. Un beijo e obrigado pola visita!